Mesmo surpreso com convocação, Buru promete empenho na seleção - FEBS-SP 
Logo_FEBS-SP



21/12/2015 21h00 - Atualizado em 21/12/2015 21h00

Mesmo surpreso com convocação, Buru promete empenho na seleção

'Interminável', defensor de 39 anos, que havia se aposentado do beach soccer, revela que estava parado há um ano, mas destaca que vai encarar como 'último ato'

Publicado por Richard Pinheiro (GloboEsporte.com)

Buru, jogador de beach soccer Buru, jogador de beach soccer - Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

Entre os 15 convocados do técnico Gilberto Costa para a seleção brasileira de beach soccer que disputa o Sul-Americano de janeiro, em Vitória, um dos nomes surgiu como novidade: o defensor capixaba Buru, que em dezembro de 2014 havia anunciado sua aposentadoria do esporte. Na época, o jogador alegou que o "seu ciclo no beach soccer havia acabado", mas exatamente um ano depois, parece que o veterano de 39 anos ainda tem "gasolina no tanque" e pretende ajudar seus companheiros na busca de mais um título na modalidade.

Eleito o melhor jogador do mundo de beach soccer em 2007, Buru revela que se surpreendeu com a convocação, conta que quase jogou o Mundialito de Clubes deste ano, e que pretende se empenhar para defender muito bem a seleção. De acordo com o jogador, sua "pré-temporada pessoal" já começou.

- Eu fiquei surpreso também com essa notícia, estava parado, mas eu estou indo até para a praia dar uma corridinha (risos). Na verdade, eu iria jogar o Mundialito pelo Fluminense, mas não consegui acertar alguns detalhes financeiros com eles e preferi não voltar. Não conversei ainda com o Gilberto (Costa, técnico da seleção), conversei com o Paulinho (Paulo Sérgio, presidente da Federação Capixaba de beach soccer) e vou fazer alguns treinos até o dia da apresentação e vamos ver o que reservam lá pra mim.

Um retorno triunfal que precede um desfecho marcante. É com esse pensamento que Buru pretende encarar o Campeonato Sul-Americano de beach soccer, que acontece entre os dias 15 e 17 de janeiro, na praia de Camburi, em Vitória.

- Recomeço é difícil, com 40 anos, ainda mais no beach soccer com esse sol de verão, é complicado. Eu vou saber realmente como eu vou estar quando eu começar a treinar com bola, mas eu acho que é mais um final mesmo, um último ato, pra finalizar com chave de ouro. Por causa dessa convocação, já vou voltar a treinar na areia, pra ver se me apresento com 50 ou 60% da nossa forma.

Na seleção brasileira, Buru terá novamente a companhia de Jorginho Na seleção brasileira, Buru terá novamente a companhia de Jorginho - Foto: Ana Carolina Fontes



No final de 2014, Buru participou do curso de formação de técnicos de futebol da CBF. Já neste ano, atuou profissionalmente em outras áreas longe do esporte, mas nunca deixou de lado a veia esportiva, abrindo espaço até para as pedaladas, fora da areia.

- Esse ano eu me machuquei no músculo adutor da coxa e não joguei a temporada do campeonato russo. Então resolvi concentrar meus esforços no meu trabalho, que é exportação de mármore e granito. Aí fui morar em Castelo, onde atualmente desenvolvo o trabalho no mercado russo, por uma empresa chamada Bramagran. Jogo as minhas peladas, jogo futevôlei, tenho pedalado bastante, hoje mesmo eu pedalei 40 quilômetros com o meu filho.

Parado, Buru curtiu primeiro aniversário do filho, após 15 anos

Muitas viagens, compromissos profissionais e diversos títulos individuais e coletivos fizeram parte da vida de Buru enquanto esteve defendendo a seleção brasileira e os clubes em que atuou durante a carreira. Fatos que deixaram o jogador um pouco longe da família. Mas em 2015, o jogador fez questão de aproveitar a inatividade para curtir a família e conta que fez até mesmo algo inusitado para ele, por conta da rotina: curtir o aniversário do próprio filho ao lado dele.

- Tenho curtido demais a minha família, meu filho e minha esposa, coisa que quando eu jogava acabei perdendo um pouco isso, porque eu viajava muito com essas competições que o beach soccer tem ao redor do mundo. Agora nesse final de carreira, faço coisas simples como descer e tomar um sorvete, passear, viajar, está bem legal estou gostando bastante dessa nova fase. Nesse ano aconteceu algo inédito, porque eu tenho 18 anos de seleção brasileira e meu filho fez 16 anos, e eu nunca tinha ido no aniversário do meu filho. Em todos os anos, no dia 17 de julho, eu estava pela Europa, em todos os anos, desde 1999, porque sempre estava nos mundialitos que aconteciam em Portugal e depois fui pra Rússia.

Buru já defendeu a Desportiva no clássico contra o Rio Branco no beach soccer Buru já defendeu a Desportiva no clássico contra o Rio Branco no beach soccer - Foto: Divulgação/Pauta Livre



Buru finaliza contando que ainda sofre com a aposentadoria. Desta forma, essa convocação inesperada pode servir como um sopro de esperança, um fôlego renovado para que o guerreiro Buru possa novamente "tirar a espada da bainha" e voltar ao coliseu do esporte mundial.

- Lógico que é difícil (parar de jogar), eu sinto muito, dói bastante. Vários jogadores já deram essa declaração e pra mim não é diferente, o jogador morre duas vezes, uma quando morre naturalmente e a outra quando para de jogar. Mas vai ser muito bom, ainda mais em Camburi, onde tudo começou, vai ser épico e emocionante acima de tudo. Com esse novo convite volta toda aquela adrenalina, de voltar a defender a camisa da seleção brasileira, dentro de casa. Saúde é uma coisa que nunca faltou e se eu estiver motivado novamente, eu tenho muita lenha para queimar. Quero deixar claro que estou muito feliz de viver novamente aquele ambiente, com uma galera muito legal, top, pessoas que eu tenho um carinho muito grande, e que eu realmente sinto falta. Vou matar essa vontade no ano que vem.

Além do anfitrião Brasil, participarão do Campeonato Sul-Americano as seleções de Argentina, Uruguai e Paraguai. Além de Buru, outros dois capixabas foram convocados: o goleiro Mão, do Corinthians e o também defensor Bruno Xavier, do Kristall, da Rússia.

Os capixabas Bruno Xavier, Buru e Mão foram convocados para a seleção brasileira de beach soccer, que disputa o Campeonato Sul-Americano, no mês de janeiro, em Vitória Os capixabas Bruno Xavier, Buru e Mão foram convocados para a seleção brasileira de beach soccer, que disputa o Campeonato Sul-Americano, no mês de janeiro, em Vitória - Foto: Montagem sobre fotos de Pauta Livre




Confira a lista de convocados

Goleiros: Mão (Corinthians-SP), Wesley (Sampaio Correa-MA) e Rafael (Santa Cruz-PE)
Defensores: Catarino (Vasco da Gama-RJ), Fernando DDI (Lokomotiv Moscou-RUS), Rafinha (Vasco da Gama-RJ), Buru (Vasco da Gama-RJ) e Bruno Xavier (Kristall-RUS)
Atacantes: Lucão (Vasco da Gama-RJ), Jorginho (Vasco da Gama-RJ), Bokinha (Vasco da Gama-RJ), Mauricinho (Flamengo-RJ), Filipe (Sport Recife-PE), Rodrigo (Botafogo-RJ) e Datinha (Sampaio Correa-MA)


Fonte: GloboEsporte.com


 

Publicidade

Últimas notícias da FEBS-SP

29/07/2019 08h29

29/07/2019 01h33

22/10/2018 19h33

13/10/2017 19h24

10/10/2017 17h31




Publicidade



Publicidade



Publicidade