Brasil elimina Portugal nas quartas do Mundial com golaço de Rodrigo de bicicleta - FEBS-SP 
Logo_FEBS-SP



04/05/2017 19h17 - Atualizado em 04/05/2017 21h00

Brasil elimina Portugal nas quartas do Mundial com golaço de Rodrigo de bicicleta

Após deixar os atuais campeões mundiais pelo caminho, por 4 a 3, seleção pega a Itália em busca de vaga na final. Na outra semifinal, o Taiti enfrenta a Suíça ou o Irã

Publicado por GloboEsporte.com

O Brasil está nas semifinais da Copa do Mundo das Bahamas. Em uma final antecipada entre duas das maiores forças do beach soccer, válida pelas quartas de final, o Brasil derrotou Portugal, atual campeão mundial, por 4 a 3, com um golaço de bicicleta de Rodrigo no fim. O jogador do Botafogo foi eleito a maior revelação da modalidade no mundo e é uma peça-chave na briga pelo título. Tetracampeão campeão mundial, o time comandado por Gilberto Costa teve dificuldades, mas fez do jogo coletivo o diferencial para neutralizar as jogadas dos atuais campeões mundiais e criar as melhores chances. Os outros gols da equipe canarinho foram marcados por Datinha, um de pênalti e outro de falta, e Catarino. Jordan (2) e Torres descontaram para os rivais. Com o resultado, a seleção ampliou para 33 a série invicta nas areias, desde 2015.

Em busca de uma vaga na final, neste sábado, a seleção brasileira mede forças com a Itália. Na outra semifinal, o Taiti enfrenta a Suíça ou o Irã.

Seleção brasileira de beach soccer vence Portugal nas quartas de final da Copa do Mundo das Bahamas Seleção brasileira de beach soccer vence Portugal nas quartas de final da Copa do Mundo das Bahamas - Foto: Divulgação/BSWW



Clássico das areias

Esta foi a sétima vez que Brasil e Portugal se enfrentaram em Copas do Mundo da FIFA. Até hoje, seis vitórias verde e amarelas e apenas uma derrota para os lusitanos (2 a 1 na disputa de pênaltis, após empate em 6 a 6 no tempo normal e 0 a 0 na prorrogação, na semifinal, em 2005). A Seleção Brasileira levou a melhor em 2006 (semifinal 7 a 4), em 2007 (quartas de final 10 a 7), em 2008 (semifinal 5 a 4), em 2009 (semifinal 8 a 2) e em 2011 (semifinal 4 a 1).

Na primeira fase do Mundial, o Brasil se classificou na liderança do Grupo D, com 100% de aproveitamento e reencontrou o velho conhecido nas quartas. São 45 jogos, com 37 vitórias verde e amarelas e oito derrotas. Como se não bastasse o histórico, Portugal tem no elenco quatro brasileiros naturalizados: os gêmeos Bê e Léo Martins, Alan e o goleiro Wellington Andrade, que trocou os gramados pelas areias. Entre os 45 jogos disputados (267 gols marcados e 148 sofridos), 26 deles em finais. O Brasil leva ampla vantagem no retrospecto sobre os lusitanos: 22 vitórias e apenas cinco derrotas. No último confronto, na decisão do Mundialito de Cascais, em julho do ano passado, a seleção derrotou os portugueses por 6 a 4 e conquistou o eneacampeonato do torneio.

Equilíbrio, rivalidade e muitas faltas

O equilíbrio deu o tom no primeiro período, como era de se esperar no clássico. Logo na saída de bola, Belchior deu um toque para o alto e Torres emendou com um chute forte para abrir o placar para Portugal. O Brasil partiu para o ataque e empatou com Catarino. As jogadas eram de qualidade para ambos os lados. Madjer por pouco não colocou os europeus na frente, mas Mão espalmou e afastou o perigo. Brasileiro naturalizado português com passagens por clubes como Flamengo, Bê Martins deu um tapa em Lucão em uma bola dividida, derrubou o carioca e o juiz marcou falta. O atacante do Vasco encheu pé e obrigou o goleiro Wellington Andrade a se esticar para fazer a defesa. Bê teve duas chances claras ao ficar cara a cara com Mão, que cresceu e fechou o gol. Apesar de não ter marcado, o gêmeo de Léo Martins deu um passe açucarado para Jordan fazer o segundo de Portugal, a 17s do término do primeiro período: 2 a 1.

O segundo período começou quente, com bolas na trave e muitas faltas. O jogo estava truncado, e o juiz tinha dificuldades para acalmar os ânimos em quadra. Aos seis minutos, Coimbra foi para cima de Bruno Xavier sem bola, e o capixaba bateu a falta no cantinho direito, arrancando tinta do travessão. Pouco depois, Datinha foi derrubado na área por Zé Maria e não perdoou na cobrança de pênalti. Andrade ainda tocou na bola, mas não teve como defender a bomba. Brasil passou a jogar melhor, melhorando a movimentação em quadra e driblando os rivais. De falta, Datinha fez o terceiro, virando o jogo: 3 a 2. A 3m24s para o fim do segundo período, foi a vez de Zé Maria sofrer o pênalti, mas Mão evitou o empate. Nos últimos segundos da etapa, uma bicicleta de Jordan poderia ter mudado os rumos da partida, mas o panorama continuou o mesmo.

Os portugueses esboçaram uma reação no terceiro período, mas tiveram dificuldades em furar a forte marcação verde e amarela. O jogo coletivo do Brasil prevaleceu, e o sistema de rodízio de imposto por Gilberto Costa deixou os rivais perdidos em quadra. Mas, quando era de se imaginar que a vitória estava encaminhada, Daniel Zidane bobeou na zaga. O defensor do Lokomotiv Moscou chutou para frente no intuito de afastar o perigo, mas a bola caiu nos pés de Jordan, que empurrou para o fundo do gol, surpreendendo Mão: 3 a 3. O jogo estava nervoso e um erro poderia ser fatal, mas o Brasil teve calma no momento crucial. A 2m34s para o término, uma pintura fez o time respirar aliviado. Datinha tocou para Rodrigo, que dominou com a coxa e emendou com uma bicicleta no ângulo: 4 a 3. O fim foi sofrido e dramático. O Brasil neutralizou as jogadas dos rivais e manteve o domínio, deixando os campeões mundiais pelo caminho.

Tabela do Brasil na Copa do Mundo das Bahamas 2017

Grupo D: Brasil, Taiti, Japão e Polônia

Fase de Classificação
28.04 - BRASIL 4 x 1 Taiti
30.04 - Polônia 4 x 7 BRASIL
02.05 - BRASIL 9 x 3 Japão

Quartas de final
04.05 - BRASIL x Portugal - 18h (horário de Brasília) / SporTV

06.05 - Semifinais

07.05 - Final


Fonte: GloboEsporte.com


 

Publicidade

Últimas notícias da FEBS-SP

22/10/2018 19h33

13/10/2017 19h24

10/10/2017 17h31

VIVA O BEACH SOCCER !!!

Muito Obrigado !!!

31/07/2017 17h40




Publicidade



Publicidade



Publicidade